Carro acelerando sozinho ou oscilando a aceleração: o que pode ser?

Carro acelerando do nada? Se apagando do nada? O que pode ser?


De repente o carro sobe sua aceleração sem que o motorista dê qualquer comando. Ou então, na hora que freia, a aceleração começa a baixar, até o motor se desligar de vez.

Pois o problema do carro acelerar/oscilar a aceleração sozinho do nada não é tão incomum quanto se possa pensar. E se o seu carro apresenta esse defeito, listamos aqui alguns fatores que podem estar contribuindo para isso.

Em primeiro lugar, muito pensam em ir diretamente ao atuador de marcha lenta para trocar essa peça. Mas não é porque há problema na aceleração do carro que ele será exclusivamente no atuador.

Acontece que o atuador de marcha lenta nada mais faz do que recolher informações de funcionamento do carro e, com isso, regular a melhor medida para manter a marcha lenta em ordem. Por isso, inúmeros fatores podem atrapalhar o seu trabalho. Vejamos!

SE O PROBLEMA ACONTECE QUANDO PISA NA EMBREAGEM

Pisou na embreagem a aceleração se descontrolou de vez? Pois então, é possível, nesse caso, que exista uma folga no virabrequim, fazendo com que o sensor de rotação mande informação equivocada ao atuador de macha lenta. Afinal de contas, a interpretação acaba sendo de que o motor está atrasado ou adiantado. Como nesse caso é um problema exclusivamente mecânico, o recomendado é que seja resolvido por um profissional devidamente habilitado para o serviço.

ENTRADAS FALSAS DE AR

Verifique as entradas de ar e se certifique que não há nenhuma entrada falsa, ou seja, entrando por onde não deve. Imagine que o cálculo inicial do módulo seja de uma certa quantidade de ar, contudo, de repente, há uma contradição nos registros, pois tem ar a mais entrando. Com isso é normal que haja um descontrole no resultado final.

ÀS VEZES BASTA SINCRONIZAR O MOTOR

O sistema de injeção eletrônica pode, inúmeras vezes apresentar defeitos aparentemente mirabolantes, mas que no fundo são bem simples de serem resolvidos. Veja, por exemplo o famoso motor fora de ponto. Sim, esse fator pode provocar uma série de irregularidades nas informações mandadas ao módulo de injeção eletrônica e, consequentemente, alterar de forma danosa o comportamento do sistema na aceleração.

PROBLEMA NA ELÉTRICA

Quando um problema mecânico como a aceleração descontrolada de um carro acontece, poucos se atentam à elétrica do mesmo. Pois não são raras as vezes que é exatamente aí que mora o problema.

Falta de aterramento, por exemplo, já muitas vezes preocupou donos de Corsa. Isso porque a falta de aterramento faz o módulo interpretar que precisa gerar mais energia ao alternador, portanto, acelera abruptamente.

Como se não bastasse, interruptores defeituosos, ou ligações malfeitas dos mesmos, acarretam o descontrole na aceleração dos carros.

SENSOR DE POSIÇÃO DA BORBOLETA

O sensor de posição da borboleta é que pode estar com defeito e o atuador de marcha lenta tenta se virar como dá.

Além disso, são muitas as vezes que ele não está com defeito, mas sim apenas desregulado. Nunca mexa na regulagem do sensor de posição da borboleta sem ter o devido conhecimento para isso. Mesmo que a regulagem pareça com a de um carburador, ela não funciona exatamente da mesma maneira.

EM ÚLTIMO CASO PODE SER O PRÓPRIO MÓDULO OU O ATUADOR DE MARCHA LENTA

Como já vimos, precisamos descartar todas as outras possibilidades antes de culparmos o atuador de marcha lenta, pois a sua funcionalidade pode estar abalada por uma série de informações erradas mandadas pelo módulo. Mas, sim, mesmo que seja raro, como qualquer outra peça do carro, ele pode dar defeito.

Por outro lado, o próprio módulo pode estar dando defeito e aí, claro, não mais o que fazer senão o trocar. Entretanto, essa é uma condição também difícil, a não ser que o mesmo tenha sofrido algum abalo muito forte, ou tenha defeito de fabricação.
Share on Google Plus

Equipe

Redação automotiva para os adoradores de carros!